Muito se fala de atitude… e se observarmos todas as decisões da nossa vida, a atitude é essencial e muito importante para tudo na vida. Importante para encontrar um emprego, trocar de casa, entrar na faculdade, ou até mesmo nos nossos relacionamentos. Mas, muitas vezes ter a BOA ATITUDE é um desafio, porque muitas vezes acreditamos que é a certa, mas depois surgem os arrependimentos. E, por isso mesmo, escrevo este artigo, no qual vou partilhar consigo os 6 passos para ter uma boa atitude.

passos para boa atitude

O QUE É A ATITUDE?

Muitas são as situações na vida que nos desafia. Umas são oportunidades e, outras, são lições profundas que desafiam a nossa estrutura mental, material, emocional e espiritual.

Quando as situações são boas, sentidos emoções que expandem, como alegria, amor, paz, entre outras. Mas quando as situações são muito desafiantes sentimos medo, angustia, vergonha, apatia, entre outras. É quando estas emoções surgem é que a BOA ATITUDE permite converter um desafio numa oportunidade de crescimento .

Muitos são os investigadores e palestrantes que falam de atitude. E aqui partilho duas definições que considero que simplificam o conceito de ATITUDE para uma maior compreensão.

O psicólogo Carl Jung definiu que a atitude é a disponibilidade da mente, consciente e inconsciente, para agir e reagir de determinada forma, trabalhando as duas mentes em conjunto para produzir um conjunto de impulsos que geram o comportamento desejado.

E, de uma forma mais descomplicada, o conceituado palestrante John C. Maxwell, simplifica a definição, referindo no seu livro ‘A atitude faz a diferença’, como sendo um “sentimento interior refletido num comportamento exterior”.

Portanto, a atitude é influenciadora da tomada de decisão em determinada situação.

Mas para compreendermos melhor os 6 passos para uma boa atitude, vamos distinguir o que é uma boa atitude de uma má atitude.

O QUE É UMA BOA ATITUDE?

Não é possível afirmar que existem boas e más atitudes, uma vez que qualquer atitude do ponto de vista dos resultados pode ser considerada boa, quando os resultados são alcançados, ou má, quando não se consegue alcançar os resultados. Mas, o mais importante mesmo é a perspetiva de quem usufrui do resultado.

Para se compreender melhor, vou partilhar um exemplo:

Imagine uma pessoa que trabalha numa empresa, e um dia, cansada do seu trabalho, tem mais uma discussão intensa com o seu chefe, e ganha coragem, executando o que há muito tinha pensado, despedindo-se naquele momento da empresa.

Esta atitude, perante a situação desafiante que se encontrava, pode ser interpretada de várias formas:

  • por um lado, foi uma BOA ATITUDE, uma vez que acabou com a falta de respeito pelo chefe, e saiu de um trabalho onde não era bem tratada, e possivelmente não gostava;
  • por outro lado, pode ser considerada uma MÁ ATITUDE, uma vez que deixou de estar ativo e de ter rendimento, que provocou outros desafios na sua vida pessoal e profissional.

Mas quando é BOA ou MÁ ATITUDE? Quem decide isso?

Quem tem o poder de classificar a atitude é a pessoa que tem essa atitude, baseada no resultado positivo ou negativo que essa atitude gerou na vida dela.

QUAL A ORIGEM DA ATITUDE?

A nossa atitude é influenciada por diversos fatores, que conjugados, geram o impulso mental necessário para as nossas escolhas e tomada de decisão, que terá reflexo no nosso comportamento.

Esses fatores vêm de fontes diversas, tais como:

  • da sua própria personalidade;
  • do ambiente onde está inserido, como o seu local de habitação, a ambiente social envolvente e os estímulos culturais;
  • daquilo que sente com os impactos exteriores, tal como, o que as pessoas lhe dizem, como sente os acontecimentos externos;
  • da sua auto-imagem, daquilo que sente e pensa de si próprio;
  • da sua exposição a oportunidades de crescimento, muitas vezes fornecida pelo seu ambiente;
  • das pessoas com quem mais se relaciona, conforme Jim Rohn referia nas suas palestras;
  • daquilo que acredita, dos seus valores, das suas crenças, do que aprendeu ao longo da sua experiência;
  • e por fim, mas mais importante de tudo, das escolhas que faz, das oportunidades que cria, e daquilo a que se propõe.

6 PASSOS PARA UMA BOA ATITUDE

Conforme já vimos anteriormente, a BOA ATITUDE reflete-se num resultado positivo, e a MÁ ATITUDE reflete-se num resultado menos positivo, sendo essa atitude influenciada por uma série de fatores.

Mas como se distingue o resultado que irá gerar a sua atitude? A resposta a essa pergunta será a sua INTENÇÃO.

Mais do que a nossa personalidade, a nossa experiência e o ambiente onde estamos inseridos, são as nossas escolhas diárias que influenciam os nossos resultados finais.

Essas escolhas apesar se serem fortemente influenciadas pelos fatores que referi, elas não se movimentam sozinhas, somos nós que as transformamos em comportamento e, é esse comportamento, que gera os nossos resultados. Somos nós de deixamos o comportamento, por isso, somos nós quem criamos novas oportunidades e novas histórias.

Mais do que a nossa personalidade, a nossa experiência e o ambiente onde estamos inseridos, são as nossas escolhas diárias que influenciam os nossos resultados finais.

.Para ter uma BOA ATITUDE sugiro os seguintes 6 PASSOS:

 

1. Identificar a APRENDIZAGEM existente no desafio: para ter uma boa atitude precisamos de sair do problema, e encontrar a oportunidade que existe no desafio. Muitas oportunidades vêm disfarçadas de problemas, que são desafios que precisamos de aprender, ou sobre nós, ou para adquirir mais competências;

2. Definir um OBJETIVO CLARO, o que pretende alcançar, qual o caminho que quer seguir, e o que pretende alcançar nesse caminho;

3. Estabelecer uma INTENÇÃO para o que queremos alcançar. Temos guardadas imensas informações na nossa mente, umas informações são conscientes, outras são inconscientes. Não havendo instrução clara na sua mente, a probabilidade do seu inconsciente comandar a sua atitude é muito grande. por isso estabelecer uma intenção clara irá dar esse comando para que decisão tomar.

4. Estabelecer um indicador para o RESULTADO desejado. A nossa atitude é influenciada pelas nossas experiências, e por isso ter um indicador do resultado esperado, ajuda a saber quando foi alcançado.

5. Estabelecer pequenas METAS. As metas são pequenas etapas para alcançar o objetivo desejado, saber como medir o PROGRESSO, irá ajudá-lo a impulsionar e direcionar a sua ATITUDE para o resultado que quer, e ter a sua recompensa no final;

6. Por fim, provocar o COMPORTAMENTO desejado para a ATITUDE que se pretende. Muitas vezes temos a intenção, mas parece que nos falta força para começar. Quando provocamos o comportamento, criamos a energia para começar e isso irá reforçar a nossa intenção, e a atitude sairá mais reforçada, o que nos permitirá continuar.

A VANTAGEM DE SEGUIR OS PASSOS PARA UMA BOA ATITUDE

Imagine que tem um objetivo desafiante na sua carreira, um aumento significativo de vendas, mas que nunca tinha tido uma experiência tão ambiciosa na sua carreira.

Face a esse objetivo desafiante, muitas vezes surge stress, insegurança, com pensamentos de… ‘serei capaz?’, ‘é muito ambicioso…’, que que um misto de entusiasmo e nervosismo.

Agir e reagir, impulsivamente, ao objetivo desafiante, tal como Jung referiu, é impulsionar uma ‘dança’ do seu consciente e inconsciente.

Escolher ter uma BOA ATITUDE, é uma escolha consciente e intencional para um objetivo desejado, com uma ‘dança’ estruturada a um ritmo organizado e controlado.

Portanto, escolher uma BOA ATITUDE é compreender a aprendizagem, ganhar clareza do que se pretende, estabelecer uma intenção do que se quer nas metas seguintes, formas de mensuração do seu progresso e, por fim, decidir conscientemente o comportamento necessário para alcançar o objetivo que quer.

 

Agora reflita, no futuro, como pretende desenvolver uma BOA ATITUDE?

Até breve,

Isa Mestrinho

MENTORIA DE LIDERANÇA PODE AJUDAR NA SUA ATITUDE?

Desenvolver uma BOA ATITUDE perante os acontecimentos da vida pessoal e profissional, é muitas vezes desafiante.

Num processo de mentoria de liderança, é exercitada a sua mente para ganhar mais clareza, através a expansão de possibilidades e identificação de potenciais soluções, gerar energia e decidir comportamentos para atingir um objetivo desejado.

A BOA ATITUDE é influenciada por esse treino, essa criação de hábitos de pensamento e ampliação de consciência antes de tomar uma decisão, a sua mente irá influenciar a sua forma de pensar sobre os acontecimentos externos, que influenciam a sua vida, e tomar as melhores decisões e ações para ter esse resultado desejado.

Se sente que a Mentoria de Liderança poderá ser uma solução para si, candidate-se a um processo, através da marcação da sua sessão zero. É um processo por candidatura, uma vez que são avaliadas as intenções no processo, e face à intensidade do programa, existe um número muito reduzido de vagas mensais.

coaching_lideranca

MENTORIA DE LIDERANÇA